Nem tudo é injustiça na Ginástica Rítmica!!

Eu estive debatendo com o pessoal que me ajuda aqui no blog e no vlog, sobre o fato de cada vez mais as pessoas falaram que a GR é injusta. Sim, às vezes ela é, mas muitas outras vezes o povo simplesmente exagera sobre isso. E é uma coisa que tem acontecido muito nos últimos tempos.

Eu não estou falando sobre nenhum ginasta ou país em especial. Mas no todo. 

Os fãs tem ficado muito sangrentos sobre suas ginastas favoritas e cada vez que elas não ganham eles ficam brigando pela internet.

Um dos principais movimentos a respeito disso é a revolta sobre o estado da Maksymenko esse ano. Qualquer série que ela apresente, sempre tem milhões de comentários falando sobre como ela é linda, e expressa e como deveria ter mais nota. O que é besteira! Acordem pessoal, a Alina tá fora de forma. As séries dela são boas, sim, mas são cheias de falhas. O pior de tudo é que nem são falhas de momento, como queda do aparelho ou perda de equilíbrio, mas sim, são falhas crônicas. Algumas dificuldades dela estão com as posições erradas. 

E nem pensem que eu ia esquecer da Mamun, pois metade dos giros que ela faz está com a posição errada também.

Sobre a Melitina, ela tem muitas falhas com o aparelho que são mascaradas facilmente, mas a maioria dos rolamentos que ela faz são incompletos, só um exemplo.

E tem inúmeras ginastas que têm essas falhas. 

O que eu quero dizer é que quando uma dessas ganha ou perde, nem tudo é injustiça, mas sim porque elas falham, excetuando o caso da Mamun, pois ela têm ganho bastante.

Outra coisa que me irrita são os fãs que ignoram tudo que é novo e merece um olhar. Mas aí vocês me crucificam sobre o que eu falei à respeito da Miteva, mas eu não vou ligar pra isso. Têm muitos fãs que não veem que tem ginastas novas muito boas, com séries boas e que vêm com tudo e tem outras que simplesmente não merecem o lugar que estão.

Tem foruns na internet em que cada vez que a Maksy compete eles param e glorificam um altar pra ela, dizendo que mesmo com o erro a série foi linda, que merecia mais nota, que ela foi perfeita, e aí quando veem uma Svatkovskaya da vida, com uma série nova e diferente, e russa, eles piram, dizendo que ela só está lá por causa da mãe ou da Viner. 

Existem ginastas sim que estão lá por causa disso. Merkulova. Eu simplesmente não vejo razão de ver ela lá em cima, pois ela bagunça a maior parte das dificuldades dela. Ela perdeu flexibilidade de coluna, ela saltita na maioria dos giros e dificilmente finaliza um equilíbrio. Mesmo assim, sempre no topo.

Outro exemplo, um pouco diferente desse. Em Londres o conjunto da Espanha ficou em 4º lugar, e o povo pirou porque achou que elas mereciam o bronze, pois a Itália tinha errado e as espanholas foram perfeitas. BANG!!! Errado. A Itália errou sim, mas a Espanha também, só que as vezes eles simplesmente esquecem de pensar nisso.

A injustiça existe sim, sempre tá aí pra ferrar com algumas competições, mas muitas vezes as coisas acontecem direito, as ginastas erram e perdem lugares.

A Miteva errou e perdeu o bronze em Montpellier. 

A Rússia que todo mundo fala que trapaceia, perdeu 3 mundiais consecutivos, inclusive um em casa. E?

Vamos nos deter a avaliar as ginastas e o trabalho que elas fazem como um todo. 

A ginasta pode conquistar o coração de todos fora da quadra, mas entre as 4 linhas, o que realmente importa é o que ela faz e o que está escrito na bendita ficha. 

 

Anúncios

Ginástica Rítmica 2013 – Resultados das finais de Thiais!

Acabou o GP!!!

Vou postar aqui os resultados não oficias pra vocês verem como tudo ficou!

Maças: 
1 Margarita Mamun 18,300 
2 Alexandra Merkulova 17,933 
3 Melitina Staniouta 17,800 
4 Neta Rivkin 17,517 
5 Senyue Deng 17,317 
6 Alina Maksimenko 17,100 
7 Kséniya Moustafaeva 16,400 
8 Arina Charopa 15,933 

Bola: 
1 Margarita Mamun 18,300 
2 Alexandra Merkulova 17,800 
3 Neta Rivkin 17,200 
4 Viktoria Mazur 17,150 
5 Syviya Miteva 17,033 
6 Varvara Filiou 17,000 
7 Caroline Weber 16,700 
8 Kséniya Moustafaeva 16,567 
9 Arina Charopa 16,567 

Arco: 
1 Margarita Mamun 18,200 
2 Daria Svatkovskaya 18,000 
3 Melitina Staniouta 17,500 
4 Syviya Miteva 17,367 
5 Caroline Weber 16,767 
6 Viktoria Mazur 16,667 
7 Arina Charopa 16,300 
8 Neta Rivkin 15,650 
9 Kséniya Moustafaeva 15,367 

Fita: 
1 Margarita Mamun 17,717 
2 Syviya Miteva 17,667 
3 Melitina Staniouta 17,600 
4 Daria Svatkovskaya 17,500 
5 Caroline Weber 17,133 
6 Marina Durunda 17,000 
7 Neta Rivkin 16,650 
8 Kséniya Moustafaeva 16,400 

CONJUNTOS 

10: 
1 Russia 17,700 
2 Espanha 17,250 
3 Ucrânia 16,467 
4 China 15,567 
5 França 15,500 
6 Japão 13,900 
7 Azerbaidjão 13,600 

3+2: 
1 Russia 17,733 
2 China 16,650 
3 Ucrânia 16,067 
4 Espanha 15,767 
5 Japão 15,600 
6 Azerbaidjão15,567 
7 França 15,500

A Mamun papando todos os ouros, nenhuma novidade, a Merkulova com duas pratas, provavelmente não merecidas, nenhuma novidade, e depois várias medalhas distribuídas entre Svatkovskaya, Miteva, Staniouta e Rivkin. Detalhe pra Caroline Weber que esteve em 3 finais e com notas bem altinhas. Um pouco demais até.

Nos conjuntos a Rússia com dois ouros, nenhuma novidade, Ucrânia com dois bronzes e Espanha e China com um prata cada um. Provavelmente esses conjuntos aí vão estar dentro do top 6 ou 7, junto com Bulgária,Bielorrússia e Itália, fazendo com que apenas sobre 1 lugar pra o top 8, vamos ver quem entra né? (Batalha complicada pro Brasil hein?)

No mais, os vídeos são surgir nesse canal aqui!

http://www.youtube.com/user/fatalbeauty/videos?view=0&flow=grid

Acompanhem aí, que em menos de uma semana nós vamos ter a próxima  grande competição, WC de LISBOA!!!!

=D

Ginástica Rítmica 2013 – Brace yourselves: eu vou descer o sarrafo na SIlviya Miteva!!

Tá, não se assustem, eu não vou ir lá pra Bulgaria e fazer uma refilmagem d’O Massacre da Serra Elétrica, nem estou aqui para denegrir o nome dela. Mas estou escrevendo isso porque eu preciso desabafar o que eu senti sobre ela, depois de ver ela em Londres e agora essas novas séries.

Alguém discorde de mim, mas 2012 já foi um ano decepcionante pra mim em relação a Miteva. Se bem que foi em relação à quase toda GR.

Quando tu vê um ano olímpico começar, a primeira coisa que eu espero é ver as ginastas dando de tudo pra se garantir na final de uma Olimpíada. Fazendo séries difíceis, comportando as melhores qualidades de cada uma e trabalhando com os defeitos.

Mas o que se viu em 2012 foi uma volta ao simples. Quase todas as ginastas do top 10, e muitas outras, refizeram as séries para que ficassem menos perigosas. A gente viu aqueles lançamentos lindos e maravilhosos indo embora, junto com as capturas difíceis que faziam a gente prender a respiração. 

Uma das únicas que eu vi que continuava com as maluquices foi a Charkashyna, e me diga o que aquilo rendeu pra ela? Uma medalha única, um título importantíssimo e um lugar no coração de todo mundo ( Ah, fala sério que tu não chorou depois que ela terminou a série de fita em Londres?).

Mas enfim, eu estou aqui pra falar da Miteva. Em 2012 ela tirou muitos elementos das séries. Mas muitos mesmo. E os que ela tinha, ela foi tirando até chegar em Londres. Claro que vamos levar em conta que ela perdeu o pódio de  Montpellier por causa de um erro, mas mesmo assim, o mundo caiu aos pés dela em 2011. 

Enfim, eu comecei a me decepcionar com ela, pois as séries já não me levantavam da cadeira tanto assim.

Bem, chega 2013, eu esperando a Miteva com suas séries de classe, ótimas escolhas musicais e novidades. Pois eu não poderia estar mais enganado.

No arco ela simplesmente manteve uma série muito parecida com a de 2012, uma trilha sonora de filme com bastante orquestra e tambores, se tu olhar o desenvolvimento da rotina pelo tapete é parecido. E a gente não vê quase nenhum dos manejos bonitos nem capturas que ela fazia.

Na bola ela escolheu uma música super usada, o que é normal sim, mas a versão da música simplesmente vai desaparecendo durante ela, no fim parece que a música fica tão de fundo que é possível dormir. Na primeira vez que eu vi eu literalmente pensei que fosse uma gala pela falta de  coisas na série. E a captura legendária com os pés? Pois bem, ela começou 2010 com um mega lançamento e 4 voltas até a captura, ele foi descendo a 3, depois 2 voltas e esse ano ela faz um mero relançamento da bola apenas. Mero parece ser uma palavra forte, mas é o que eu acho. Mesmo assim a escolha musical e a montagem da série, como um produto completo, fazem bem pra ela e são bons, mesmo que pareçam abaixo do que ela pode fazer.

Graças ao bom Deus que ela faz aquele lançamento comum pra esse ciclo, volta e dois rolos.

Mas quando eu pensei que iria melhorar, porque as duas últimas séries de maças dela foram ótimas, ela aparece com um remix de músicas latinas, de péssimo gosto e mal remixadas inclusive ( mesmo que seja um erro não tão grosseiro quanto a mixagem da bola da Yusifova). Sem falar na coreografia que me faz rir.primeiro porque eu simplesmente não pude acreditar em ver a Miteva dançando como uma senhora nos seus 60 anos que não consegue requebrar os quadris.Nada contra senhoras, mas se você não treina em Moscou com as criaturas possuídas chamadas Merkulova, Sinitsina e Trubnikova, que sabem rebolar melhor que funkeiras,você simplesmente não se põe a fazer isso.

É triste e patético. E não me venham dizer que é legal as ginastas tentarem coisas novas e trocarem de estilo,pois sim, é ótimo que elas façam isso, a gente vê milhões de ginastas com 4 séries completamente diferentes umas das outras, e que funcionam. Isso impulsiona a ginasta a tentar coisas novas.

Quando eu vejo a série de maças dela a primeira coisa que me passa pela cabeça é que ela é uma mulher de 20 e tantos anos e que essa série dela foi feita pra uma menina do primeiro ano do juvenil. Que fique claro que ela poderia sim ter feito uma série com ritmo latino, mas escolhe uma rumba, um bolero e explora o lado sensual sem tentar ser sexualizada e falhar miseravelmente.

Procure uma série da Sinitsina, a criatura faz séries horríveis, mas ela é sensual, vulgarizada e jovem demais, sim, mas a sensualidade funciona. Ou melhor, procura um exemplo perfeito, a gala da Rizatdinova com Summertime Sadness, ela é incrivelmente sensual e NADA vulgar e funciona.

Fita. Eu juro que no começo da série eu me animei, gostei da alegria dela, mas no momento em que ela faz metade das dificuldades da ficha no mesmo lugar e começa a dançar pelo  tapete, meu sangue subiu. Só.

Ela está bem com as dificuldades corporais, sim. Todas estão bem corretas, na medida do possível e estáveis. 

Tendo dito isso, eu termino o desabafo por aqui, rezando para que algum dia ela volte a me agradar, não que seja essa a obrigação dela, só que o meu medo é que nós veremos coisas piores sendo inspiradas por ela, do tipo, se a Miteva que é a Miteva fica bem com aquelas baladas horríveis,porque eu não posso tentar Gangnam Style. E pode parecer loucura ou que não tenha nada que ver, mas depois que eu vi Gusttavo Lima( porque um T não era suficiente) tocando várias vezes pelos tapetes do mundo, eu só rezo.

 

Ginástica Rítmica 2013 – Porque a Svatkovskaya vai se tornar número 1 #2

Eu já fiz um post assim, falando sobre a Svatkovskaya e o fato de que ela vai se tornar número um. Hoje, ao assistir os vídeos de Thiais e ver as notas eu tenho mais certeza ainda. E vou postar aí os vídeos e notas pra vocês e falar porque!

ARCO

As duas tiveram quase a mesma nota, Daria com 18.067, Mamun com 18. As séries são boas, mas me parece que a série da Mamun é mais expressiva e cobre uma área maior do tablado mais rapidamente, sem falar que a Svat teve um probleminha num giro.

 

BOLA

As duas tiveram imprecisões nas séries, mas dessa vez a diferença de pontos foi maior, Daria com 17.6 Mamun com 18.133. A série da Mamun teve bastante imprecisões no manejo, enquando a Daria teve alguns problemas com os giros, deixou a bola escapar um pouquinho, ao mesmo tempo em que ela apresentou uma série nova da que ela fez em Moscou.

 

MAÇAS

Nesse aparelho eu achei que foi a diferença mais impactante. Mamun com 17.667 e Svat com 17.550. As duas séries são boas, a da Rita é super difícil, com manejo maravilhoso e a Daria também tem coisas bem difíceis. O caso é que a Daria teve uma queda da maça e umas imprecisões com o manejo também, com direito a uma quase segunda queda.

 

FITA

Outra rotina que distanciou as duas.A Daria com 17.2 e a Mamun com 17.8. As duas tem rotinas bonitas, mas as duas tiveram falhas. Outra vez as da Svat foram piores, ela caiu em um giro, provavelmente perdeu outro, ou deveria ter perdido, e ainda deixou a fita cair. A Mamun teve imprecisões.

 

Depois de ver as séries e notas, a conclusão de que a Viner aposta na Daria é clara, mesmo que em Thiais ela só tenha acompanhado a Mamun, o que eu achei estranho. Eu gosto muito da Daria, da Mamun também, mas as vezes algumas das posições das dificuldades dela me irritam, apenas…

Eu acho que no momento em que a Daria se estabilizar sem erros, ela passa a Mamun.

Mas vamos esperar né?? Porque a Alexandra Desastrulova vem aí, e a gente nunca sabe o que pode acontecer…

=D

Ginástica Rítmica – JUST SHUT UP, IT’S MICHAEL!!!!

AUHAUHAUHAUAHUA

Eu me sinto na obrigação de postar isso aqui. No último post eu falei mal da Caroline Weber e vou fazer esse em sentimento de retratação ( nem tanto assim também…).

A série de arco dela é um show. Literalmente, ao som de Michael Jackson, o público de Thiais foi à loucura. Eu tenho que dizer que fiquei impressionado com os saltos dela, a variedade dos pivots, incluindo um super incomum que eu nunca tinha visto.

Ela dançou muito bem na série e fez uma série de moonwalks ótima, incluindo o de deslocamento lateral que eu acho super mais complicado. Sem falar nos lançamentos que foram muito diferentes do que estávamos acostumados a ver ela fazer.

Mas mesmo assim eu achei a nota um tanto alta sim, caramba, 17 é muita coisa, e tem ginasta boa com série melhor que nem chegou perto disso.

Injustiças à parte, se divirta!!

http://www.youtube.com/watch?v=7u_V7KskWxs

Ginástica Rítmica – Primeiros resultados do GP de Thiais 2013

O primeiro dia de Thiais acaba de terminar e eu estou aqui já colocando as coisas que temos pra agora!!!

http://giocosathequeen.altervista.org/grand-prix-thiais-1st-day-of-competition/

Nesse link você confere os resultados completos, não oficiais!!

No individual 3 russas no pódio, nenhuma novidade. A grande disputa desse pódio foi entre Merkulova e Svatkovskaya que ficaram  “pau a pau” até o fim,quando a Svatkovskaya virou o jogo e subiu uma posição.

Logo depois das 3 russas vem Miteva, que teve alguns problemas nas maças, mas no resto foi bem estável.Depois Rivkin e Staniouta, ambas com algumas falhas na competição e a surpresa e decepção do dia, por conta do sétimo lugar da antagônica Weber, que manejou tirar um 17, pode isso??

Maksymenko com muitos erros amargou um 12º lugar, e sua compatriota Mazur que foi bem ficou em 8º. A prata da casa, Moustafaeva, ficou em 10º, com notas bem altas, logo atrás da Durunda.

Algumas outras decepções foram a Natalia Garcia, com notas bem baixas, a Filiou que também teve muitos erros, a Deng, que errou bastante também e a querida Lala Yusifova também não foi muito bem!

Nos conjuntos, ouro para Rússia, que teve sim toneladas de erros, prata para a China, ressurgindo das cinzas, e me surpreendendo,porque eu tinha visto um vídeo do conjunto delas, que era decepcionante, mas aparentemente aquele não era o conjunto real delas, e pelo que eu pude ver depois, a série de maças delas é fantástica, com ginastas super altas, que passam por russas, acreditem em mim, elas vieram com tudo. A Espanha vem logo atrás com o bronze e alguns erros na bagagem também. Amanhã nas finais nós veremos uma briga boa entre esse aí e a Ucrânia que teve alguns erros no misto.

Mas nunca se sabe,os países estão bem enrolados e qualquer erro de um pode colocar o outro lá pra cima, lembrem disso.

Graças a Deus parece que teremos emoção de volta na GR, tirando as 3 russas do pódio né?

=D

O resultado ficou…

Russia 31,833 
China 31,083 
Espanha 30,315 
Ucrânia 29,150 
Japão 28,850 
França 26,867 
Azerbaijão 26,817

No mais, aguardem vídeos pessoal!!!