Ginástica Rítmica – Discussão sobre passos de dança + Rizatdinova

http://www.youtube.com/watch?v=YGdvBL6eKkI

Esse é o vídeo que deu uma boa discussão no youtube durante as semanas passadas e eu decidi falar um pouco sobre isso.

Se você quiser dar uma olhadinha, tem uma discussão bastante interessante sobre passos de dança, comparações entre russas e ucranianas, um pouco de ódio sobre a Ganna e tudo mais. Eu não vou reproduzir nada do que tem lá, mas é bem interessante ir e dar uma olhadinha pra saber o que o povo tá conversando sobre isso.

Bastante gente tem criticado a escolha de passos das ucranianas, principalmente da Rizatdinova, pelo motivo de que ela utiliza mais de 10 segundos pra fazer eles e de que ela abusa do chão pra execução dos ditos passos.

Vamos dar uma olhada no que o código diz sobre os passos de dança? Aí vai a versão original em inglês e eu vou colocar as partes que eu acho bem importantes pra vocês verem:

Dance Steps Combination S Value 0.30 point: continuous connected dance steps (from
ballroom, folklore, modern dance, etc.) showing different rhythmical patterns with the apparatus in
motion during the entire combination and performed:
 During a minimum of 8 seconds in accordance with the tempo and rhythm of the music. It is
possible to perform isolated body difficulties or pre-acrobatic (which do not interrupt the
continuity of the dance) during the dance steps, but these elements cannot be counted as
part of the 8 seconds; there must be 8 seconds of actual dance steps.
To convey the character and emotional response of the music through body and apparatus
movements
With partial or complete traveling
 Coordinated with Fundamental and the Other Apparatus Technical group(s):
– From the same and/or different groups, or series
– No large throws (close connection with the apparatus)

– Minimum 1 Fundamental apparatus group is required”

Eu coloquei em negrito as partes que eu considero que a gente precisa analisar aqui, mas vamos ao básico:

-cada sequência de passos tem que ter no mínimo 8 segundos e pode ser de qualquer estilo de dança possível, contanto que se relacione com a música.

-tem que ter algum tipo de movimento pelo tablado (aí vem a parte que eu amo, que não diz especificamente se a ginasta tem que percorrer o tablado inteiro. Porque segundo o COP ela NÃO TEM QUE PERCORRER O TABLADO INTEIRO.”

Bastante gente comentou que a Rizatidnova toma mais de 8 segundos pra fazer os passos de dança dela, o que está completamente de acordo com o COP, porque lá diz, NO MÍNIMO 8 SEGUNDOS. Ou seja, o mínimo de tempo é 8 segundos, se ela quiser colocar 30 segundos de passos ela coloca. Ela literalmente pode fazer isso, porque o código permite. Interpretações à parte, o código permite, é isso que eu quero dizer.

Outra coisa, dizem que ela fica muito no lugar durante as coreografias. Eu nunca vi ela com o pé parado no lugar nas coreografias dela, e por outro lado, o código fala basicamente que tem que haver deslocamento. Um passo pra esquerda e um pra direita, automaticamente conta como deslocamento. Isso é mais do que muito simples.

E sobre o chão.

Eu não faço ideia de como é a ficha de arco da Rizatdinova, mas eu tenho certeza que os 12 primeiros segundos da série são passos de dança. Fica bem específico nos 3 estilos que o COP coloca antes do etc, que dança moderna é um deles. E fica bastante claro que com a inclusão da dança moderna nessa lista, se abre um leque enorme de possibilidades quanto ao corpo e ao espaço.

E acredite em mim, eu danço.

É exatamente por isso que eu adoro quase tudo que a Rizatdinova tem feito nesse campo coreográfico, porque mostra que ela tem sim alguém por trás coordenando ela. Eu amei a série de bola que ela tinha no começo do ano, aqueles 30 segundos iniciais, que sim eram um pouco exagerados, se você quer a minha opinião, eram lindos, dança pura.

A mesma coisa em todas as séries dela. Aqueles primeiros segundos do arco são muito bonitos. Os passos que ela utiliza na série de maças inteira são maravilhosos. Na bola também, que ela finaliza a série com uma série de passos que remetem ao Michael Jackson,por exemplo. E a série de fita com aqueles passos no chão, que eu gosto também.

Muitas pessoas acham que ela está enganando os juízes ou facilitando a vida dela quando vai competir, por exemplo, colocando uma série de passos no final da coreografia, o que permite a ela uma segurança maior pra não perder o aparelho nos últimos segundos, por exemplo.

Eu gostaria de chamar a atenção pra vocês darem aquela lida básica no código e procurem o lugar que diz que a ginasta é obrigada a encerrar a série com um lançamento enorme com o risco de perder o aparelho.

Foram procurar?

Não?

Então vão lá de novo.

Acharam?

Não?

Vocês foram procurar pelo menos?

Sim?

Acharam?

Não?

Pois é. NÃO TEM AQUELA REGRA. Porque a ginasta é livre pra fazer o que ela quiser desde que ela siga as regras do código, e em nenhum momento diz que a ginasta é proibida de terminar a série com um passo de dança. E nem que ela vai ser descontada se o fizer. Isso a torna uma trapaceira? Pois bem, hehe, isso a torna inteligente, isso sim. Se elanão quer arriscar no último momento da série, é escolha dela.

Mas vamos dar uma analisada na Ganna. Das 4 séries dela, apenas uma termina com passos de dança, as outras 3 são com lançamentos no último instante. Todas as séries tem os lançamentos necessários, as dificuldades que precisa, e tem os passos de dança e pronto.

Não tem porque ficar insistindo que ela deve ser descontada porque usa mais do que 8 segundos em passos de dança. Se fosse por isso, a Son Yeon jae deveria ser descontada por executar um foutee que leva mais de 8 segundos. E ela fica no lugar.

OU SEJA, INSISTIR NISSO É UMA DAS COISAS MAIS BOBAS DO MUNDO.

Última súplica pra acabar o post. Técnicos, procurem passos de dança diferente, procurem inspirações diferentes, chega de baladinhas e música sexy pras ginastas, procurem mais fundo, mais longe, mais exótico. Tragam coisas novas pro tablado.

O único jeito de mudar a cabeça de quem assiste GR é o técnico colocar coisas novas no tablado. Chega de folclorismo copiado, chega de imitações, chega de músicas pop que só tem o intuito de dizer que a série pode chegar mais longe com isso. Inovem, coloquem coisas diferentes, levem as séries de GR pra um novo nível.

Vocês vão encontrar dificuldades pelo caminho (olhem pra Rizatdinova, até que ela era uma ginasta ucraniana normal, todo mundo amava ela porque ela era injustiçada, e agora que ela colocou a cara pra bater, com coisas diferentes, o povo desce o cacete na crítica.) mas isso faz parte da evolução.

A série de GR tem que ter um conceito, alguma coisa por trás. Não tentem apenas colocar a ginasta fazendo um passinho ou outro por nada, porque isso fica horrível e condiciona o fã à mesma coisa, e a achar que essa mesma coisa é boa.

NEWS FLASH – NÃO É UMA COISA BOA!

Inspiração tem a torto e direito. Procure e busque. Se quiser ajuda, berra pra mim, eu indico, eu falo e ainda ajudo. Eu só não suporto ver a GR começar a se estagnar na mesma coisa e achar que tá bom.

 

=D

Anúncios

11 thoughts on “Ginástica Rítmica – Discussão sobre passos de dança + Rizatdinova

  1. felipeyoungwineF diz:

    Eu não entendi qual foi a do pessoal dos comentários do vídeo e a dos 8 segundos obrigatórios. Quanto ao tempo de duração dos passos de dança, acho interessante analisar a questão do tempo pra que coreografia não fique com uma estética ruim (sei lá, meio ‘parada’). Rizatdinova não é minha ginásta favorita, mas está em as minhas 5 mais. 🙂

    • princeinred diz:

      Eles basicamente queriam instituir uma penalização de 1 ponto pela ginasta que fica coreografando por mais de dez segundos. E sobre a questão da estética da coreografia, pois bem, tem muita coisa que é horrível esteticamente e muita ginasta faz, e mesmo assim ninguém desconta nada, porque bem no fim a questão estética é mais pessoal do que qualquer outra coisa.

  2. Flávio diz:

    Vixe… esses comentários que você citou estão desprovidos de qualquer fundamento… o código é tão claro: MÍNIMO de 8′! ah… e nada impede que os passos de dança sejam executados no chão, desde que haja deslocamentos, sejam caracteristicos dança moderna, estejam conectados com a música e dentro da idéia-guia.
    Gana é uma ginasta muito expressiva corporalmente, faz ondas lindas e tem muita conexão com a música… balelas falar em despontuar 1,00 dela!!!
    Gana está trazendo de volta aquela GR elegante, onde os movimentos são executados sem pressa, com elegância, delicadeza e suavidade… ao assisti-la lembro dos anos 90…
    Pode não ser a ginasta mais “quebrada” ou “super-flex”, mas sem sombra de dúvidas é uma das que mais se adequou ao novo código… sem contar que gira muitoooooooooooooooo e ganhas preciosos pontos nas voltas de rotações…
    Pra mim.. deveria ter sido a campeã individual geral 2013!!!

    • princeinred diz:

      Concordo com absolutamente tudo sobre esse cometário! Eu simplesmente não batalho mais sobre nada no YT porque não adianta e o que me entristece é que cada vez mais as pessoas parecem que querem fechar o olho pra o que de bom a gente pode tirar das ginastas escolhendo apenas olhar pros pontos negativos…

      E a Ganna tinha tudo pra ser a campeã de 2013, só não deram as notas…

  3. severa romana diz:

    provalvemente deve ser os fanaticos russos, porque queria será a mamum com vários erros gritantes no pódio? seria uma piada e uma robalheira.E mais ganna mereceu o pódio e poderia até ganhar, se os juizes não baixasse tantos as notas quando são as ginastas da ucrânia.

  4. Flávio diz:

    Ainda no que se refere à ginástica de Ganna neste ciclo… pra mim ficou claro que algumas ginastas se adaptaram mais ao código do que outras. Veja Neta e Sylvia Miteva, lindas ginastas mas não conseguiram se adequar! No ciclo passado mal falavam de Ganna… todos os comentários iam para Maksimencko (nunca sei escrever o nome dela rsrs)… Merkulova e Trubnikova que eram apontadas como revelações russas ficaram para traz de meninas russas praticamente anonimas até então…
    O mesmo aconteceu aqui no Brasil… ginastas que no ciclo passado eram absolutas hoje se vêem “emboladas” no ranking com ginastas que até então nem botavam medo…
    Se os árbitros brasileiros (e eu sou um deles) aplicarem realmente o que diz o código, essa roda vai girar muito ainda… pra mim, que vi de perto o brasileiro adulto, poucas são as ginastas que captaram a essência do novo código…
    É por isso que eu respeito demais o novo código… ele diminuiu muito o subjetivismo.. aquele FAMIGERADO “artístico” do código passado gerava muitas injustiças… eram 10 pontos que não se dividiam, a nota entrava inteira e era toda pautada numa tabela extremamente subjetiva. Agora não! a ginasta tem que cumprir, tem que fazer dif. dançar, ousar nos riscos… OU FAZ OU FAZ! não tem meio termo… agora dá pra ver quem realmente faz ginástica… carinha bonita e sorrizinho e malabarismo não define mais campeonato… Literalmente: tem ginasta que vai ter que “rebolar” pra se adequar!

    • princeinred diz:

      Concordo absolutamente com tudo e isso ainda ficou mais claro com os conjuntos também, porque houve uma troca grande de posições aí, países que estavam lá pra cima se trocaram com os daqui de baixo e vice versa. Uma coisa que o código trouxe pro Mundial foi emoção, porque fazia um tempo que a gente não tinha uma variedade grande de bandeiras no pódio e esse mundial mostrou bastante coisa legal.

      Uma coisa também que eu amei é o fato de que, hoje, uma ginasta erra ou o conjunto erra a gente tem sim essa janela de possibilidades pra outros subirem, mesmo que as vezes pareça que nem todas as faltas sejam consideradas iguais entre um país e outro, o que eu vi no mundial é que apenas o que a ginasta fez no tablado foi o que contou e fim de história, que é o que sempre deveria ser.

  5. Júnior diz:

    Esse novo código ainda me deixe meio confuso… questão de adaptação, em todo caso percebo que os jurados aos poucos parecem estar menos presos a questões de países de tradição, o mundial desse ano é um indício disso.
    Nesse caso ponto pro Brasil e outros países ‘emergentes’ dentro desse esporte! Mas, admito que ainda preciso me adaptar… Acho que até 2016 veremos muitas surpresas dentro dos conjuntos, acho que no individual nem tanto porque nesse caso, creio que o talento é independente do código, quanto ao conjunto nem sempre só o ‘talento’ do grupo significa bom resultado….

  6. Flávio diz:

    Desculpe… respeito sua opinião mas não concordo quando você diz que no individual o “talento” é independente do código… Tem ginasta talentosa mas que não se adapta às exigências… veja Miteva… já foi a terceira do mundo, finalista olimpica e nesse código não chegou nem perto do podium… e ninguem pode negar que ela tenha talento!
    Creio que esse código, como eu disse acima, diminuiu bastante o subjetivismo.. agora tem que mostrar ser completa, fazer dificuldade (que é o que está mandando na ficha), ser artistica, boa execução e bons manejos… diante de uma arbitragem idonea veremos muitas surpresas, meninas que antes eram “detonadas” no subjetivsmo do artistico agora podem mostrar sua ginastica e ser respeitadas por isso… Na minha opinião não é questão de talento, é questão de se encontrar uma forma de avaliação mais justa possível e que impeça o subjetivismo, afinal, julgar o belo depende dos olhos de quem vê, por isso quanto menos permitirmos análises “pessoais” e incentivarmos a análise “técnica” mais justo será o resultado.
    Exemplo: Mamum errou, e por isso perdeu o titulo! É assim que tem que ser…
    Fez, levou! Não fez, aplauda quem acertou!

    • Júnior diz:

      O exemplo que você citou da Miteva é ótimo, pq tb não discuto o talento dela, no entanto assim como nós… as ginastas tb estão se adaptando ao novo código, quando estivermos ‘acostumados’ ai e nesse caso pode envolver outro talento o de adaptação… rsrsrsrsrs… brincadeiras á parte concordo com vc em relação do subjetivismo diminuir… enfim, é ótimo ter essas conversas vamos continuar… dizer opiniões, discordar, concordar, é ótimo trocar ideias!

  7. Juninho Aguiar diz:

    eu queria saber quado vai ser o GP que a Nati vai particiar e também a terceira etapa do circuito caixa.
    quanto a Ganna, deixem ela dançar, ela é perfeita naqueles passos no chão e nas partes pre-acrobaticas, e tão artistico e bonito ver o corpo dela naquelas formas, ela deveria sim ter levado o titulo ou ela ou a Staniouta.
    quanto a parte de ser ‘talentosa’, não acho bem isso, elas só estão se adaptando e vamos esperar para que no ano que vem as brasileiras consigam uma final AA, ja mellhoraram tanto, so precisa melhorar um pouco mais e esperar o que vem por ai.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s