GINÁSTICA RÍTMICA – MANUAL DO PAN 2015 – PARTE 2 – CONJUNTOS

Hoje a gente vai ver um pouco sobre como vai funcionar a competição de conjuntos.

Vamos lá?

Na competição do Pan a gente vai ter a participação de cinco conjuntos: Brasil, Canadá, Cuba, Estados Unidos e México. Dos panamericanos dos últimos anos eu acredito que essa vá ser a competição mais difícil de sempre – pela primeira vez a gente tem uma prova com cinco conjuntos que tem a chance de chegar ao pódio.

Mas todos podem chegar ao pódio mesmo?

Claro, e eu vou explicar aqui o motivo.

A gente tem o conjunto mais forte das Américas, que ainda esse ano não se provou como essa potência que é o Brasil. Porém, a gente não viu as meninas acertando as séries e competindo pra valer, então é torcer pra elas chegarem no Pan e fazer o melhor. Numa competição onde todas as equipes acertem as suas rotina, incluindo o Brasil, eu não vejo como os outros conjuntos da América possam passar o nosso conjunto – e eu falo isso seriamente, não só pra dizer que a gente é o melhor. As nossas duas rotinas tem dificuldades corporais bastante similar com qualquer outros dos conjuntos da América, mas a nossa diferença está nas colaborações e no manejo do aparelho. Eu vejo bastante diferença no manejo das meninas do Brasil comparadas aos outros conjuntos fortes da América, e no final das contas é bem isso que pode fazer a diferença.

Mas e os outros conjuntos?

A gente tem as americanas que nos últimos anos estão sempre brigando frente a frente com o Brasil. Depois de muitos anos em ostracismo, os EUA entraram nesse ciclo com um conjunto renovado e cheio de meninas novas. Todas elas tem um forte elemento corporal, infelizmente eles pecam um monte no manejo do aparelho. Frente a frente com as brasileiras, elas poderiam executar elementos corporais bem mais difíceis, mas quando a gente fala do que importa para um conjunto, elas ainda tem muito o que crescer. Claro, nada disso impede de elas executarem as séries no melhor que elas podem e conseguir notas boas. No último mundial elas ficaram ligeiramente à frente do Brasil, e num detalhe que tem me chamado atenção: as juízes tem preferido pontuar as americanas melhor do que as brasileiras, então atenção com elas.

Logo aí chegam as canadenses, donas da casa. Elas começaram esse ciclo um pouco perdidas, sem fazer um conjunto depois de que as meninas que foram para a Olimpíada se aposentaram. Mas logo no ano passado elas colocaram um conjunto pra competir, e quase ficaram fora do Pan. Nesse ano, no entanto, elas já conseguiram uma competição bem boa no Berlin Masters, tirando notas bem próximas de 16, que é uma espécie de meta pra quem quer chegar ao pódio no Pan. Corporalmente elas não chegam perto das americanas e nem das brasileiras, mas as séries delas são montadas pra mostrar o melhor que as ginastas tem. E elas já estão executando as duas rotinas muito bem. Você soma isso ao fator-casa, e elas são competidores com chance de chegar ao pódio. Claro, elas precisam acertar as rotinas, mas a chance está ali.

Então a gente tem o México. Alguns podem dizer que eu sou meio maluco em apostar nas mexicanas como um país com chances de pódio, e eu admito que elas tem menos chances do que os outros três, mas num caso de algum país dar uma escorregada, as mexicanas tem chances diretas de ascender ao pódios. O corporal delas é interessante, mas não melhor do que os outros países. O manejo delas também não é uma maravilha, mas as rotinas são bastante interessantes e com elementos bem bonitos. As séries também são montadas aí de uma forma bem bonita, que eu particularmente gosto. Sem falar que elas tem escolhido umas boas trilhas para suas séries.

E por último nos temos Cuba. Mas porque eu estou falando de Cuba por último? Bom, a gente não viu elas competindo esse ano, então eu não faço ideia de como está o conjunto cubano. Mas elas são umas das nações com bastante tradição no esporte aqui na América, e elas chegam ao Pan sempre com bastante força. No último ciclo olímpico a gente não tinha visto elas competindo, e elas chegaram no Pan e conseguiram medalhar. Pelo que a gente já pode ver nesse ciclo, elas foram o país mais fraco a se classificar para o Pan, mas eu digo de novo, as cubanas podem sim chegar com mais força pra competição e ainda conseguir beliscar uma medalha.

Mas vamos ver como estão esses conjuntos?

Eu não vou postar vídeos do Brasi, já que a gente comentou bastante sobre elas, mas os outros quatro países vão ganhar aí um espaço pra vocês verem a situação delas.

Estados Unidos

Canadá

México

Cuba (como elas não competiram esse ano, as séries são as antigas desse ciclo)

E o que vocês acham? Como vai ser essa competição? Quem tem mais chances de chegar ao pódio?

=D

Anúncios

12 thoughts on “GINÁSTICA RÍTMICA – MANUAL DO PAN 2015 – PARTE 2 – CONJUNTOS

  1. Lilian diz:

    Gosto particularmente mais do conjunto de fitas do Brasil, me parece mais forte. É impressão ou essa fita branca do conjunto americano parece que ajuda a mostrar falhas, achei estranho.

    • princeinred diz:

      Eu gosto das duas séries do Brasil. Mas entendo opiniões divergentes. Agora, pra mim não importa a cor da fita, o manejo das americanas é horrível.

    • princeinred diz:

      Eu sou da opinião de que a gente precisa esperar o Pan passar pra falar em mal planejamento. Não que elas tenham se planejado bem, mas um pouco de atraso pode sempre acontecer. A gente só tem que esperar que não prejudique as meninas no Pan e no mundial, que são as competições de importância esse ano.

    • princeinred diz:

      Eles prometeram transmitir a maior parte dos pre-olímpicos. A pergunta é como vai ser essa transmissão – e eu acho que aí a gente já sabe a resposta.

    • princeinred diz:

      Pelo que eu vi vai ter duas ginastas que vão competir pelo individual – a Carol Garcia e a Letícia Dutra. Pelo jeito a CBG não tá muito se importando com essa competição, se bem que as melhores ginastas já estão no conjunto, ou no pan ou ainda não estão em idade para competir, então…

      Mais perto do final de semana eu trago uns links pra assistir, caso alguém esteja com vontade.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s