GINÁSTICA RÍTMICA – O QUE ESPERAR DO CONJUNTO BRASILEIRO EM 2017?

Enquanto não se pode discutir sobre as escolhidas para representar o Brasil na categoria individual, e enquanto o conjunto ainda não sai a competir para podermos ver as séries em questão, trago aqui um breve dossiê sobre o que nós podemos esperar desse conjunto novo no ano de 2017 – o que serão as séries, quais elementos e ideias serão usados, quais ginastas vão disputar pelo Brasil, e como a Camila vai trabalhar com essas meninas.

Vamos lá?

Dez meninas foram convocadas para a seleção – as oito novatas mais Jéssica e Francielly, que já estavam no time no último ciclo. Além delas, a Gabrielle também voltou a treinar com a seleção, e uma outra menina, Marine Silva, foi convocada para uma seletiva do conjunto. Numa das últimas publicações da CBG com as meninas do conjunto essas doze estavam na foto, então podemos assumir que a maior parte delas está treinando por lá.

Como vocês veem tem bastante caras novas por aí, e pra quem ainda não sabe o nome das ginastas, quem é quem, vou colocar aqui um vídeo em que cada uma se apresenta, e daí a gente já pode ir aprendendo um pouco sobre elas.

E como eu disse, além das oito meninas novas apresentadas no vídeo, e das duas que estavam na primeira convocação, a Gabrielle já é conhecida de todos por ter competido no Rio. E a outra menina convocada, a Marine Silva, tem uma pequena reportagem com ela AQUI, pra quem não conhece.

Como deu para perceber, além das veteranas, todas as outras meninas são muito novas, com 15 ou 16 anos, o que deixa elas com bastante tempo para seguir crescendo com a seleção. Por isso é importante a participação das meninas com mais experiência, pra que a própria Camila consiga apresentar o trabalho com mais facilidade, afinal de contas todas elas estão se mudando para um lugar novo, treinando em horário diferente, com muito mais responsabilidade, e com uma equipe totalmente renovada isso seria bem mais complicado.

Contudo, temos que esperar para ver o que elas vão nos apresentar – mas até lá a gente vai descobrindo as coisas aos poucos.

O que nós sabemos sobre as músicas já foi publicado aqui – versão rock de uma música do Abba para os arcos e outra faixa mais épica/instrumental para cordas/bolas. E pra saber mais sobre isso é só clicar AQUI e ser redirecionado para a página que fala mais sobre isso, porque nessa postagem vamos nos aventurar um pouco mais além.

A série de arcos promete ser aí bem animada, especialmente com música do Abba, né. E pelo que se pode ver de algumas fotos, muitos elementos interessantes vão surgir aí. Pra quem acompanhou o trabalho da Camila com o conjunto júnior do Brasil – 2013-14 para Gymnasiade e classificação para YOG 2014, nós vimos vários elementos interessantes.

E pelo que parece, alguns desses elementos podem fazer uma nova aparição na série do Brasil, como podemos ver abaixo neste print.

WhatsApp Image 2017-06-15 at 21.35.40

A legenda pode parecer assustadora, mas temos que admitir que as meninas começaram tarde mesmo, o que não foi culpa delas, óbvio. Isso deve gerar bastante problemas na preparação. Mas elas tem tempo, e nós não estamos aqui para discutir isso.

Além desse elemento de colaboração, nós temos aí umas fotos que o Ricardo fez com elas na segunda semana de treinos, com as séries bem cruas, claro, mas dá pra ter uma ideia do que pode vir por aí.

Passos de dança?

Lançamento com o pé!

Mais dança.

Dificuldades de rotação.

Saltos.

Colaborações difíceis?

Dificuldade de equilíbrio.

Mais colaborações.

E mais.

E muito mais!

Claro que isso aí são apenas as primeiras tentativas de montagem da série, e no começo a gente sabe que muita coisa é cortada, mudada, e melhorada, por isso temos que esperar para ver como essa série vai aparecer na primeira competição das meninas.

Já na série de cordas e bolas nós temos aí um pouco mais de coisas para ver.

Até onde eu sei, nesta foto podemos ver a pose inicial da série – parcialmente.

E durante a seletiva individual, nós tivemos alguns vídeos publicados, onde se pode ver as meninas treinando algumas dificuldades de troca e colaborações na série de cordas e bolas. É pouca coisa, óbvio, e tem bastante repetições dos mesmo movimentos, mas é possível ver um pouco do que vai acontecer.

E outros vídeos podem ser encontrados na página da Bruna Martins – só não sei se todos podem ver, já que não é possível embedar eles aqui na página, o que é uma pena.

Mas o que vocês acharam disso até agora? Não dá pra ver tudo que vem por aí, obviamente, mas dá pra ter uma ideia, aquele gostinho, e ficar ansioso, claro.

=D

Anúncios

4 thoughts on “GINÁSTICA RÍTMICA – O QUE ESPERAR DO CONJUNTO BRASILEIRO EM 2017?

  1. micael oliveira diz:

    Adorei o post parabéns… eu to mega ansioso pra ver as séries, e também ansioso para ver quem são as 3 ginastas escolhidas pra representar o brasil no individual, alias na sua opinião quais ginastas voce palpitaria que foram escolhidas? e aposto na angélica barbara e na vitória 😀

    • princeinred diz:

      Obrigado!
      E olha, prefiro não comentar muito nas escolhidas pra não mostrar favoritismo – mas a foto no blog já dá umas dicas, né? Haha, claro que prefiro que as mais bem preparadas sejam escolhidas, independente das minhas preferências.

    • princeinred diz:

      Eu acho que são ginastas bastante batalhadoras, e competiram bem no Rio – em especial Jéssica e Gabi. Mas a Fran sempre foi bastante forte em outras competições. Acho imprescindível ter ginastas veteranas para ajudar as outras.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s