GINÁSTICA RÍTMICA – CAMPEONATO BRASILEIRO 2017

Ontem terminou a principal competição da modalidade no nosso país, que aconteceu junto com a fase infantil do campeonato brasileiro. Tivemos um grande número de ginastas se apresentando, e as melhores do país se enfrentaram para decidir quem merece o lugar mais alto do pódio.

Na competição individual Bárbara Domingos se sagrou como campeã, seguida por Natália Gáudio e Mariany Miyamoto. Pelas equipes, a Escola de Campeãs, do Espírito Santo, ficou em primeiro lugar, seguida pelo Clube AGIR, do Paraná, e da Sadia, do Paraná também.

Nas finais nós tivemos uma alternância no pódio, com Bárbara conquistando o ouro na bola e na fita, com a prata no arco e nas maças, e Natália com o ouro no arco e nas maças, conquistando a prata na fita. Mariany conseguiu o bronze na bola e na fita, Karine Walter uma prata na bola e bronze no arco, além da Vitória Guerra que conseguiu o bronze nas maças.

Todas as meninas com medalhas individuais participaram da seletiva em junho.

Os resultados completos você confere aqui nesses dois link(incluindo os resultados da competição infantil):

CLASSIFICATÓRIA

FINAL

Nós também temos vídeos para vocês – uma playlist com as séries das cinco melhores ginastas – é só você clicar no título do vídeo e será redirecionado para o Youtube, e aí vai encontrar as outras séries na aba da playlist.

Além de que temos as transmissões completas na página da CBG, e eu vou colocar os links aqui pra quem tiver tempo disponível para assistir.

DIA DE CLASSIFICAÇÃO 2

DIA DAS FINAIS

No geral eu achei a competição bem interessante para assistir, principalmente as finais, onde nós pudemos ver as melhores ginastas do Brasil. Acho que temos um grande material humano para trabalhar a GR, mas ainda sinto que falta um toque especial na parte técnica para que as meninas possam ter melhores colocações internacionalmente.

Não só na montagem das séries, pois a gente pode ver que tem algumas que são difíceis mesmo, mas acho que falta um pouco de equilíbrio entre os elementos mais complexos que a ginasta pode fazer no treino, tanto a nível corporal como de aparelho, e os elementos que ela realmente pode executar na quadra na hora da competição.

Por outro lado achei muito importante notar que as ginastas estão arriscando bastante no manejo do aparelho, que é algo que tem se mostrado providencial para aquelas que querem almejar postos melhores e não podem se basear apenas na parte corporal. Sem falar na expressividade de muitas ginastas, algo que me chamou atenção também – menção especial para a Nickolle Abreu que, sinceramente, tem a melhor expressividade de todas as ginastas da competição, que é um reflexo de sua experiência, claro.

Temos que destacar a subida meteórica da Bárbara, que depois de ficar de fora do mundial, mesmo tendo competido muito bem em Guadalajara, especialmente se comparar com Natália e Karine, fez três dias de competição impecável. Suas séries são bem difíceis e, mesmo com falhas, ela competiu no máximo do seu potencial no momento. Estava muito bem treinada porque os elementos difíceis que ela executa com o aparelho saíram com consistência, o que não se pode dizer de nenhuma outra ginasta na competição.

Além dela, todas as meninas que foram para a seletiva, e que estão em um grupo levemente acima do resto, competiram relativamente bem, especialmente a Mariany, que levou três medalhas individuais, incluindo uma no Individual Geral.

Agora temos que ver como a nossa seleção está preparada para as próximas competições, o Sul-americano nesta semana, e o Pan-americano em Outubro.

Até lá.

=D

 

Anúncios

11 thoughts on “GINÁSTICA RÍTMICA – CAMPEONATO BRASILEIRO 2017

  1. micael oliveira diz:

    Eu fiquei muito feliz pela Babi, ela mereceu muito o titulo de campeã geral. Espero que a vitória Guerra melhore pois ela tbm é uma ótima ginasta, me preocupo com a karina e nati, por mais que tenham conseguido medalhas e tal elas cometeram erros nas séries desde kazan, e com certeza concordo com a parte de que o Brasil está com uma geração de ginastas muito bom e que falta um toque de tecnica para elevar as ginastas.

    • princeinred diz:

      Eu acho que a Natália, mesmo com os erros ainda se segura bem nas notas, mas a Karine teve uma participação bem além do esperado, especialmente por ter ido tão bem na seletiva. Mas é o problema de fazer uma seletiva fechada, sem impressão de público, sem clima de competição.

  2. Rique diz:

    Poxa a Karine teve bastante erros! Ela poderia render bem mais pois é uma ginasta bem promissora. Angélica nunca mais vi competindo por onde andas??? Essa competição foi em Campinas SP? Obrigado por sempre postar

  3. Otavio diz:

    Angelica não participou pois teve durante a semana uma luxação no ombro, uma pena pois era uma oportunidade de mostrar suas séries. Espero ainda vê-la competindo esse ano.

  4. Tiger diz:

    Adorei Babi ter ganhado. Adoro a agilidade da Mariany e amo a Vitória Guerra, essas duas poderiam ter mais oportunidades e mais treinamentos pois tem potencial para ir longe. Heloísa Bornal tb se destacaria,só ganhar pratica e vivência em mais campeonatos . Karine está errando muito,ela precisa controlar seus nervos já a Angelica eu acho que não a veremos mais em competições internacionais pois vive lesionada e também pela idade. Uma pena não podermos desfrutar de suas séries .

    • princeinred diz:

      Eu acho que as três primeiras que você mencionou precisam sim sair mais e competir, porque são jovens e tem muito a dar. Já a Heloísa, ninguém irá me convencer que o lugar dela é no individual. Se você for olhar as séries dela pra esse ano, estão bem atrás do que as meninas apresentaram no brasileiro, e a Helô tem se dado muito bem no conjunto. Prefiro ela lá por dois ciclos, se puder.

      • Rique diz:

        Já me conformei com Helô no conjunto! Ela realmente faz a diferença e acho q é uma linda ginasta q ajuda a somar no conjunto! Natalia já foi do conjunto por um tempo e hoje tá no individual…

      • princeinred diz:

        Natália teve uma passagem muito breve pelo conjunto, nem deu pra ver como ela se saiu. Mas eu nunca confiei muito na Helô como individual, especialmente na forma como ela estava evoluindo. No conjunto ela está bem melhor.

  5. Jonnhy Alencar diz:

    Eu achei ótimo o Brasileiro, tem muitas meninas boa com capacidade, falta melhor o corporal, fazer séries pensadas, o grande problema do Brasil é que falta um trabalho forte de base. Esse Brasileiro foi da Babi, estava ótima, está adequada ao novo código, Gaudio deveria ter parado em 2016 quando estava no melhor da sua forma, precisa aceitar sua fase passou, Karine pra eu é uma água de salsicha muito fraca pra ser a 2 representante do Brasil nos campeonatos internacionais, Vitória Guerra tem um grande potencial, só investir mais, Maryane a mesma coisa que a Vitória. Que ótimo que a Andressa Jardim voltou, tem muito pra oferecer ainda.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s