GINÁSTICA RÍTMICA – O BRASIL NA COPA DO MUNDO DE MINSK

A única ginasta brasiliera do time principal que esteve na BIelorrússia nesse final de semana foi Mariany Miyamoto, aproveitando para competir com suas séries tendo em vista as competições que vem aí após o Mundial – ao qual ela não foi convocada.

Sem sobra de dúvidas foi a melhor competiçao do ano para ela até agora, e aqui nós podemos ver as suas séries.

Eu gosto da montagem das séries da Mariany, acho que são bem adaptadas às suas possibilidades corporais, tem bastante diferença de estilo entre uma e outra, e explora bastante o uso do aparelho, algo importante nesse código. Acredito que ela defendeu muito bem as suas rotinas – eu assisti a série de fita dela durante o sábado, mas não achei o vídeo aqui para postar.

Uma única ressalva que eu eu diria que precisa ser revista são as DAs – dificuldades de aparelho. Tem momentos das séries em que a execução dessas dificuldades acabam interrompendo um pouco do sentido da rotina em si, sem falar de algumas dessas DAs  acabam sendo invalidadas – seja pela execução que a Mariany teve na competição, ou por serem dificuldades que talvez precisariam ser repensadas.

No mais, acredito que a Mariany é uma ginasta muito boa para competir como equipe, tanto que ela já foi responsável por resultados importantes para nosso time ano passado.

A competição individual em Minsk foi vencida por Linoy Ashram, que fez uma prova boa o bastante para vencer Alexandra Soldatova, da Rússia, e Katsiaryna Halkina, da Bielorrússia.

Nos conjuntos, Itália ganhou sobre a Rússia, com Japão chegando em terceiro.

Pra quem quiser acompanhar mais vídeos, eu indico o canal da Vanessa, que tem quase tudo da competição.

=D

Anúncios